Dancing on the kitchen tiles

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

the ballad for the broken hearted

Um exército de corações partidos. Todos, marchando pelas avenidas. Foram reivindicar o paraíso perdido, o coração enlameado, dilacerado. Pediam compaixão de seus amantes, traziam no peito uma mancha negra. Um buraco negro.. Seus tesouros todos espalhados pelo chão, não mais distinguia os bons em meio aos decepados. Ás vezes parava para observá-los. Pareciam almas, perdidas. Gritavam, choravam, pediam de volta os bons momentos roubados, entre lágrimas. Soluços. A agonia crescia. Via por todos os lados formas, vultos, incógnitas. Pessoas perdidas, românticos fracassados. Perdiam-se na nuvem de gente, mas agora apareciam... apareciam para mim, que nunca os tinha percebido. Eu, que via esta cidade cinza, cheia de cinza, cinza, cinza-nulo, preto, branco-nada. Tudo agora parecia escarlate, um púrpura talvez. As cores me pareciam apagadas e vivas ao mesmo tempo. Via tudo em câmera lenta, via esta cidade errada, que errou comigo, que errou com seus soldados, do exército dos corações partidos. Agora, que tivera meu coração árido partido em dois, pela primeira vez os via, todos que passavam por mim como fantasmas. Agora que estou na luta, agora que faço parte do mundo dos desafortunados no amor. Mas pareciam todos felizes, os desventurados, choravam, mas cantavam também. Talvez não fossem tão amargurados assim, aprenderam a remendar. Colaram o band-aid, o curativo assim como eu aprendia a me curar também. Agora, está tudo em paz. Não há música, estou em um filme mudo, em uma cidade muda, em uma gritaria muda. Agora vejo em mim o reflexo, aposentado no amor. Agora, que sou soldado, soldado do amor, sou desertor.

10 Comentários:

Anonymous  disse...

muito bom, adoro teus textos românticos/trágicos, eles sempre me fazem chorar, mas são tão lindos... ah meu exército é esse ai certo! ;x hahaha eu sobrevivo. beijos escritora gatsinha

11 de dezembro de 2008 23:29  
Anonymous Raqui disse...

que texto mais lindo, lúcia. parabéns :)

11 de dezembro de 2008 23:34  
Anonymous Gabriel oi disse...

que que tu anda usando lu?? :P
diojsaiodjioasdjas brimks. profundo heein, nossa. nem tenho mt o que falar flw. tenho medo de comentar no teu blog :( sempre quero dizer uma coisa inteligente, mas dizer coisas inteligentes n é comigo :T
vo dizer o mesmo de sempre (H) me dá um orgulho essa menine p3
te amo lu bjim.

11 de dezembro de 2008 23:40  
Blogger Ryan Mainardi disse...

Tenho lido teus textos já há algum tempo e tenho gostado muito. Aliás, acho que estão cada vez melhores.

12 de dezembro de 2008 03:40  
Blogger Caqui disse...

Agora, que sou soldado, soldado do amor, sou desertor.
liked it!

tu e tuas várias palavras iguais no mesmo texto.
adoooro!
bitocs ;*

12 de dezembro de 2008 13:34  
Anonymous Lari disse...

Muito bom, Lú! Teus textos tão cada vez melhores! :)

12 de dezembro de 2008 21:37  
Anonymous Raul G.O.B. disse...

puta merda, que demais isso!!!

muiiiito bom mesmo :D

um estilo muito sagaz esse texto!
okpsaskaop
bom mesmo, tu vai longe se fizer letras hein, mas se fizer jornalismo vai longe tbm que eu sei :D


;@@@

16 de dezembro de 2008 00:33  
Blogger Marina disse...

nossa, tu tá melhorando. Adorei (:

18 de dezembro de 2008 03:06  
Blogger Jules disse...

Two big thumbs up, e dá-lhe exército!

18 de dezembro de 2008 05:03  
Blogger Caqui disse...

ai, li de novo. e gostei mais do que a primeira vez. :D

22 de dezembro de 2008 03:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial